Afastado, Mestre Kim descarta defesa e deseja sorte a sucessor

06/10/2010 23:32

 

 

Afastado da presidência da Confederação Brasileira de Taekwondo desde a última semana, Jung Roul Kim não buscará recuperar o cargo perdido após decisão da maioria dos mandatários das 27 Federações da modalidade no país, sacramentada depois da realização de uma assembleia extraordinária. Na tarde desta terça-feira, o sul-coreano adotou um discurso político, evitando qualquer tipo de defesa contra as acusações de superfaturamento e má administração, e desejou sorte a Carlos Fernandes, o novo comandante e primeiro brasileiro a ocupar o posto.

"Está decidido, não posso mais falar como presidente. Não estou mais na Confederação. Agora ela é presidida pelo Mestre Carlos. Não tenho mais ligações com ela, e não tenho interesse mais em voltar. Os presidentes das Federações me acusaram de mau administração, politicagem, e fizeram isso para melhorar. Quero acompanhar o tae-kwon-do apenas por notícias, internet, televisão", disse o ex-dirigente.

Mestre Kim ocupa cargos administrativos de relevância na Confederação Brasileira desde 1989. Após 20 anos na vice-presidência, o sul-coreano enfim subiu ao cargo diretivo mais alto da organização em 2009. Mas, após aproximadamente um ano depois, a insatisfação das federações locais vetou a continuidade do asiático à frente da entidade.

Para promover a saída de Mestre Kim, os representantes estaduais e distrital se reuniram com o vice-presidente, Carlos Fernandes, para a realização de uma assembleia extraordinária. A votação acabou à favor do término do governo do sul-coreano por 21 a 5 - com um voto nulo - , promovendo automaticamente o brasileiro ao posto mais alto da entidade, já que as próximas eleições diretas ocorrerão apenas em 2013.

Retirado do cargo em virtude da decisão das federações, Mestre Kim negou qualquer tipo de possibilidade de brigar para retornar ao cargo, apesar de ter a possibilidade de apresentar uma defesa nos próximos 90 dias. "Não tenho intenção de fazer nada, quero apenas melhorar a qualidade do taekwondo", disse, antes de vislumbrar a evolução do esporte com sua saída.

"Vejo um futuro brilhante para o esporte. Temos pessoas em ótimas condições, com grande capacidade para assumir a presidência. Um destes nomes é o do vice-presidente, que é muito competente e melhorará ainda mais o esporte no país", elogiou o antigo líder da modalidade no Brasil.

 

Fonte :https://www.mg.superesportes.com.br/app/19,66/2010/10/05/noticia_maisesportes,7693/afastado-mestre-kim-descarta-defesa-e-deseja-sorte-a-sucessor.shtml