OPINIÃO: Busca de informação deve ser decisão de cada profissional.

24/08/2011 12:11

Ricardo Andrade 
O ressurgimento da questão da filiação ao sistema CONFEF/CREF, dos professores de artes marciais, yoga e dança, pode ser comparado ao enredo do clip de Michael Jackson, que arrebatou tantos prêmios - Thriller, onde os mortos-vivos (zumbis), emergiam da terra, para assombrar/assustar a mocinha em cena. E o Sr. Otávio Leite está capitaneando esse levante. 

Acontece que os profissionais de artes marciais, yoga e dança, nem de longe se assemelham à mocinha do clip, pois ela tinha pavor do inusitado e assustador. Esses profissionais, há 13 anos vêm, sistematicamente apresentando suas razões, fundamentadas em preceitos legais e invocando conceitos legítimos, o que gerou decisão judicial favorável a esses profissionais. A busca por informações, deve ser decisão de cada profissional, no intuito de aumentar seu conhecimento e seu currículo, procurando dessa forma, se diferenciar no mercado de trabalho.
Essa qualificação, seja na área de Educação Física, Saúde ou qualquer outra pertinente, pode também ser tutelada pelas entidades de artes marciais, yoga e dança, objetivando melhorar o nível de seus filiados, através de convênios com profissionais ou instituições de ensino.

Algumas questões, já levantadas em outras oportunidades, valem o registro: 

1. Os mestres coreanos, chineses e japoneses não seriam capazes de passar o conhecimento do taekwondo, hapkido, kung fu, judô e karatê? 

2. Ana Botafogo e os grandes mestres da dança, também não teriam capacidade de ensinar os primeiros passos, além das tão complexas coreografias? 

3. Mestre Hermógenes e outros grandes nomes, precisariam de tal registro para propagar a filosofia e ensinamentos da yoga? 

4. E o que falar dos grandes nomes da capoeira, também não teriam capacidade de transmitir os segredos dessa luta-dança brasileira? 

5. E o sistema CONFEF/ CREF, porque cobra dos provisionados o mesmo valor de anuidade pago pelos graduados? Pois os provisionados só podem atuar naquela modalidade específica, enquanto os graduados, podem atuar em qualquer modalidade esportiva ou atividade física. 

Vale ressaltar que o ressurgimento dessa fiscalização, se deve em grande parte à omissão em muitos casos, e a conivência em tantos outros, onde associações, federações e seus respectivos gestores, se locupletam de alguma forma, firmando convênios e baixando normas, que conseguem ser muito mais imorais do que inconstitucionais. 

Finalizando, vamos retomar a analogia com o sucesso do "Rei do Pop", onde um dos trechos da letra diz: "E algo maligno está te espreitando no escuro, sob a luz da lua / Você tem uma visão que quase para o seu coração, você tenta gritar / Mas o terror toma o som antes de você fazê-lo, você começa a congelar / Enquanto o horror te olha bem nos seus olhos, você está paralisado!" 

("Something evil's lurkin' in the dark, under the moonlight / You see a sight that almost stops your heart, you try to scream / But terror takes the sound before you make it, you start to freeze / As horror looks you right between the eyes, you're paralyzed") .

Deixo para os leitores a substituição do trechos afins. Mas posso garantir que os profissionais em questão não assumirão a postura de apavorados ou acuados, lembrando sempre que em nosso país, infelizmente, existe o hábito de se criar dificuldades, para se vender facilidades. 


Fonte: TaeKwonDo Opinião