Palavra do Presidente da CBTKD Carlos Fernandes

20/10/2010 22:38

 

foto_carlos_fernandes

Caros Companheiros

 

Hoje, mais do que nunca, a equipe da CBTKD está empenhada em resolver todos os problemas que assolam nossa entidade. Comunicamos a todos que o novo corpo jurídico da CBTKD está trabalhando com o foco único de devolver a paz e o que é de direito ao Taekwondo. Não tenho dúvidas: já estamos vivendo outra era de comunhão entre Federações filiadas e parceiros. Aviso a todos que a gigante CBTKD acordou e vai brilhar no cenário nacional e internacional, e não haverá mais espaço para aqueles que tentam provocar a discórdia e a desunião. Esta semana foi muito positiva para todos nós, com duas excelentes notícias. A primeira: nossos advogados conseguiram cancelar a multa de R$100.000,00 que a Justiça havia determinado no processo ajuizado pela Liga Nacional de Taekwondo contra a CBTKD. No mesmo processo, a Justiça determinou o DESBLOQUEIO IMEDIATO de todas as contas bancárias da entidade. A segunda excelente notícia é o anúncio oficial do patrocínio da Petrobras. Os detalhes do contrato com a Petrobrás serão anunciados em breve, após reunião já agendada para a próxima semana. Estarei presente na Copa do Brasil em Maringá. Aguardo a presença e desejo uma ótima viagem a todos.

 

Carlos Fernandes

 

 

 

Íntegra do despacho da 29ª Vara Cível da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro

 

Processo nº 2004.001.001417-9

 

Decisão

 

1) ASSISTE RAZÃO À EMBARGANTE DE FLS. 169/174. 2) COM EFEITO, A PAR DE NÃO TER SIDO ESTIPULADA MULTA NO ACORDO E NA SENTENÇA QUE HÁ VÁRIOS ANOS O HOMOLOGOU, VERIFICA-SE QUE, EM PRINCÍPIO, O ACORDO FOI CUMPRIDO, ATÉ PORQUE HOUVE A DIVULGAÇÃO DA FILIAÇÃO DA LIGA NACIONAL DE TAEKWONDO ( FLS. 177/178). 3) ALÉM DISSO, NÃO PODERIA O EMBARGADO PLEITEAR (FLS. 100/103), EM NOME PRÓPRIO, ALEGADO DIREITO DA LIGA. 4) POR OUTRA FACE, EMBORA POSSA O MAGISTRADO ESTABELECER MULTA NAS EXECUÇÕES DE OBRIGAÇÃO DE FAZER, TAL É ACONSELHÁVEL COM SÓLIDAS RAZÕES, E NÃO POR QUESTIONÁVEL PETIÇÃO OFERECIDA CINCO ANOS APÓS A HOMOLOGAÇÃO DO ACORDO. 5) TUDO INDICA QUE, NESTA ALTURA E POR SUPERVENIENTES MOTIVOS, DEVE A PARTE INTERESSADA AVIAR AÇÃO PRÓPRIA. 6) CRAVE-SE, EM REMATE, QUE O BLOQUEIO DAS CONTAS DA EMBARGANTE INVIABILIZARIA SUAS ATIVIDADES, PREJUDICANDO AMBAS AS PARTES E OS FILIADOS. 7) CONHEÇO, POIS, DOS ACLARATÓRIOS, ACOLHENDO-OS E PROVIDENCIANDO, CONFORME DEMONSTRATIVO QUE ORA ADUNO, O DESBLOQUEIO DAS CONTAS DA EMBARGANTE.

Fonte: CBTKD