RIO 2016: SAIBA COMO ESTÁ A CORRIDA OLÍMPICA PELAS VAGAS NO TAEKWONDO

09/10/2015 07:49

Olimpíadas do Rio de Janeiro terão 128 atletas participando em quatro categorias de peso entre os homens e outras quatro entre as mulheres. Brasil terá quatro vagas

Um dos caçulas dos Jogos Olímpicos, o taekwondo só estreou nas Olimpíadas em Sydney 2000. Antes disso, foi esporte de demonstração nos Jogos de Seul 1988 e Barcelona 1992, sem fazer parte do quadro de medalhas. De lá para cá, os sul-coreanos dominaram a modalidade nos Jogos com 14 medalhas no total, sendo dez de ouro. O Brasil tem apenas uma medalha de bronze na história do taekwondo olímpico com Natália Falavigna, em Pequim 2008, na categoria +67kg, e quer "tirar o atraso" dentro de casa. Por ser o país-sede, o Brasil tem quatro vagas garantidas e poderá fazer seu critério de escolha. A comissão técnica da Confederação Brasileira (CBTKD) decidiu pelas categorias 58kg e +80kg (masculino) e 49kg e 57kg (feminino). A indicação, entretanto, ainda aguarda o aval do presidente da entidade. Seletivas internas serão necessárias.

Raphaella Galacho é uma das brasileiras com chance de ir para as Olimpíadas (Foto: Reuters)

 

As disputas no Rio de Janeiro terão 128 atletas, com 64 no masculino e 64 no feminino. Cada gênero terá quatro categorias em ação, com 16 atletas em cada uma. No masculino, serão representados os pesos: 58kg, 68, 80kg e +80kg. No feminino, estarão em ação os pesos de 49kg, 57kg, 67kg e +67kg. Além das quatro vagas reservadas para o Brasil (duas no masculino e duas no feminino), outras quatro vagas foram destinadas para convites que integram o critério da universalidade, que tem como objetivo dar oportunidade olímpica ao maior número de países possíveis. Em dezembro, a WTF irá publicar os resultados do ranking olímpico em seu site oficial e a partir daí os comitês olímpicos irão decidir se fazem o uso das vagas que tem direito.

A classificação olímpica para o Rio 2016 será conseguida através do ranking olímpico da Federação Internacional de Taekwondo (WTF). Os seis primeiros colocados no ranking garantem seu lugar nos Jogos em cada categoria e gênero. Assim, 48 vagas serão ocupadas (24 no masculino e 24 no feminino). Restam 72 vagas que serão disputadas em cinco Pré-Olímpicos continentais. Os torneios africano, asiático, europeu e pan-americano darão 16 vagas cada, com um total de duas para cada categoria de peso. O torneio da Oceania dará oito vagas, classificando ao Rio apenas o melhor atleta de cada peso. Todos os Pré-Olímpicos acontecem entre janeiro e abril de 2016.

janeiro e abril de 2016.

 

MELHORES BRASILEIROS NO RANK OLÍMPICO

Masculino:
58kg - Venilton Teixeira (17º) e Guilherme Alves (20º)
68kg - Gustavo Almeida (61º) e Diogo Silva (119º)
80kg - Henrique Moura (24º) e André de Oliveira (33º)
+80kg - Guilherme Cezário Felix (19º) e Maicon Siqueira (41º)

Feminino
49kg - Iris Tang Sing (6º) e Talisca Reis (23º)
57kg -  Josiane Lima (30º) e Talita Djalma (50º)
67kg - Julia Vasconcelos (24º) e Fernanda Soares (72º)
+67kg - Raphaella Galacho (19º) e Hellorayne Paiva (54º)

 

AS VAGAS

Dezembro de 2015: ranking olímpico - 48 vagas (6 melhores em cada categoria)
Janeiro a abril de 2016: Pré-Olímpico africano - 16 vagas (duas por categoria)
Janeiro a abril de 2016: Pré-Olímpico asiático - 16 vagas (duas por categoria)
Janeiro a abril de 2016: Pré-Olímpico europeu - 16 vagas (duas por categoria)
Janeiro a abril de 2016: Pré-Olímpico pan-americano - 16 vagas (duas por categoria)
Janeiro a abril de 2016: Pré-Olímpico da oceania - 8 vagas (uma por categoria)

 

Por

Rio de Janeiro


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!